Dia A Dia Da Economia - Míriam Leitão

Sinopsis

Análise diária dos principais fatos da economia com uma das mais importantes e influentes jornalistas do país.

Episodios

  • Semana termina tensa e com ministro da Economia mais fraco

    'Semana termina tensa e com ministro da Economia mais fraco'

    14/08/2020 Duración: 09min

    Míriam Leitão faz um resumo dos acontecimentos da semana e destaca que o teto de gastos está sob ameaça. Tendência é que Bolsonaro acabe dando mais força a quem quer contornar o teto, o que contraria Paulo Guedes. Comentarista fala ainda sobre IBC-Br, sobre pesquisa Datafolha que mostra que avaliação negativa do presidente caiu 10 pontos e sobre eventos em torno de casos de suspeita de corrupção envolvendo a família Bolsonaro.

  • Bolsonaro não tem nenhum compromisso com o teto de gastos

    'Bolsonaro não tem nenhum compromisso com o teto de gastos'

    14/08/2020 Duración: 07min

    Míriam Leitão analisa a declaração de Bolsonaro sobre as discussões dentro do governo para furar o teto de gastos. Ele justificou o pedido de mais gastos e deu ‘estocadas’ no ministro Paulo Guedes durante a tradicional live de quinta-feira. Guedes tenta apoio de economistas sobre o controle de gastos.

  • Caminho para a recuperação econômica será longo

    Caminho para a recuperação econômica será longo

    13/08/2020 Duración: 11min

    Após quedas provocadas pela pandemia, varejo e serviços voltaram a registraram altas em junho. No entanto, Míriam Leitão destaca que a economia ainda não se recuperou completamente e lembra que é difícil fazer projeções enquanto houver a ameaça de uma segunda onda da pandemia. Constrangimento em reunião do governo para discutir teto de gastos também está entre os destaques.

  • Nova economia precisa ser sustentável e em harmonia com o meio ambiente

    Nova economia precisa ser sustentável e em harmonia com o meio ambiente

    13/08/2020 Duración: 08min

    Míriam Leitão analisa estudo da WRI Brasil que mostra como a nova economia é fundamental para o desenvolvimento do país. Três cenários foram comparados. 'Há vários círculos virtuosos que podem ser construídos a partir de uma opção. O país é que tem que fazer essa opção'.

  • Recados de Paulo Guedes são para o presidente

    Recados de Paulo Guedes são para o presidente

    12/08/2020 Duración: 10min

    Míriam Leitão comenta disputa envolvendo Paulo Guedes e ministros que desejam expandir gastos públicos. Ela considera que ministro da Economia 'manda recado ao presidente' ao dizer que desrespeito ao teto de gastos poderia levar ao impeachment. No entanto, avalia que Guedes não consegue avançar com sua agenda de privatizações e redução da máquina pública.

  • Educação terá corte muito forte no momento em que se precisa mais

    Educação terá corte 'muito forte' no momento em que se precisa mais

    12/08/2020 Duración: 06min

    Míriam Leitão fala sobre a proposta para o orçamento do ano que vem, que prevê corte de 18% na educação. Ela destaca que, com a retomada completa das aulas presenciais no ano que vem, a área irá exigir muitas coisas e, por isso, ano que vem será mais difícil que anos anteriores. Comentarista critica a declaração do MEC. "Foi uma atitude muito conformada", diz.

  • Educação terá corte muito forte no momento em que se precisa mais

    Educação terá corte 'muito forte' no momento em que se precisa mais

    12/08/2020 Duración: 06min

    Míriam Leitão fala sobre a proposta para o orçamento do ano que vem, que prevê corte de 18% na educação. Ela destaca que, com a retomada completa das aulas presenciais no ano que vem, a área irá exigir muitas coisas e, por isso, ano que vem será mais difícil que anos anteriores. Comentarista critica a declaração do MEC. "Foi uma atitude muito conformada", diz.

  • Ministério da Economia tem que cumprir seu papel de controlar gastos públicos

    Ministério da Economia tem que cumprir seu papel de controlar gastos públicos

    11/08/2020 Duración: 07min

    Dentro do governo, ministros fazem pressão para lançar um plano de investimentos e obras que aumentaria gastos públicos. Míriam Leitão afirma que Paulo Guedes teria o dever de conter essa pressão, mas avalia que ministro da Economia age de forma permissiva 'por populismo'.

  • Documento faz parte do mesmo conjunto de atitudes equivocadas e perigosas do presidente

    'Documento faz parte do mesmo conjunto de atitudes equivocadas e perigosas do presidente'

    11/08/2020 Duración: 09min

    Míriam Leitão fala sobre documento produzido pelo Palácio do Planalto com levantamento por estados dos números de mortos e infectados pela Covid-19, com o nome de governadores e prefeitos em destaque. A exceção foi o caso do DF, o nome de Ibaneis, apoiador de Bolsonaro, não estava na lista. O governo sempre fez movimentos na direção 'como eu me livro da culpa por essa crise?'

  • BNDES diz que ampliou crédito, mas bancos privados foram protagonistas nesse mercado

    BNDES diz que ampliou crédito, mas bancos privados foram protagonistas nesse mercado

    10/08/2020 Duración: 09min

    Míriam Leitão comenta que, em meio à pandemia, bancos privados foram mais ágeis do que bancos públicos na concessão de crédito. Ela explica, ainda, que expansão dos financiamentos pelo BNDES não é grande em valores absolutos. Míriam também destaca que, apesar das medidas, faltou dinheiro para empresas que precisavam de socorro durante a crise.

  • Empresários voltam a pressionar em defesa da Amazônia

    Empresários voltam a pressionar em defesa da Amazônia

    10/08/2020 Duración: 06min

    Míriam Leitão destaca que líderes empresariais voltam a se mobilizar para defender a Amazônia. Sessenta e cinco presidentes de empresa ou de associações empresariais vão conversar com governadores dos estados da Amazônia. Eles tem se fortalecido como grupo com as falhas do governo federal. Míriam Leitão destaca que os empresários não desistiram e o governo, até agora, falou mais do que fez.

  • Questão ambiental, avanço da pandemia e crise política dominam a semana

    Questão ambiental, avanço da pandemia e crise política dominam a semana

    07/08/2020 Duración: 10min

    Míriam Leitão faz um resumo dos últimos dias e ressalta polêmicas relacionadas ao meio ambiente no Brasil. Ela critica, também, a maneira como Bolsonaro lida com a pandemia: 'presidente foi o pior gestor de que se tem notícia'. Desemprego, reforma tributária, declarações de Flávio Bolsonaro e dossiê do Ministério da Justiça também estão entre os destaques.

  • Não tem porque presidente do STF patrocinar acordo entre órgãos do Executivo

    'Não tem porque presidente do STF patrocinar acordo entre órgãos do Executivo'

    07/08/2020 Duración: 08min

    Míriam Leitão critica o acordo assinado entre Toffoli e representantes de órgãos federais de novas regras para acordos de leniência. Comentarista avalia que o presidente do STF queria deixar esse acordo como um legado, mas ele não resolveu o problema, abriu uma grande dúvida, e ainda assumiu um papel que é muito discutido. "Não faz sentido que ele tenha esse papel, de coordenar um acordo entre órgãos do Executivo e um do Legislativo", afirma.

  • É preciso olhar o retrato inteiro para ver o tamanho da nossa crise no mercado de trabalho

    'É preciso olhar o retrato inteiro para ver o tamanho da nossa crise no mercado de trabalho'

    06/08/2020 Duración: 08min

    Míriam Leitão analisa os dados da Pnad Contínua sobre emprego e desemprego no trimestre abril, maio, junho. 'É o fundo do poço'. A pandemia cria um desafio maior que é entender os números. A população ocupada caiu muito.

  • Forças Armadas não querem fazer economia

    Forças Armadas não querem fazer economia

    06/08/2020 Duración: 10min

    Em meio à pandemia, Forças Armadas querem aumentar orçamento em 37%. Míriam Leitão avalia que o momento não é oportuno para a expansão de gastos com a defesa nacional, principalmente porque Brasil não sofre ameaças iminentes. No entanto, ela destaca que pressão feita pelos militares é grande desde o início do governo Bolsonaro.

  • Paulo Guedes ainda não apresentou proposta inteira da reforma tributária

    Paulo Guedes ainda não apresentou 'proposta inteira' da reforma tributária

    05/08/2020 Duración: 12min

    Nesta quarta-feira, o ministro da Economia foi sabatinado pela comissão parlamentar mista que analisa proposta de reforma tributária. Para Míriam Leitão, Guedes e equipe econômica ainda não explicaram completamente como será a reforma. 'Falta clareza por parte do governo', comenta.

  • Redução da taxa de juros não pode ser único instrumento para tirar economia da crise

    Redução da taxa de juros não pode ser único instrumento para tirar economia da crise

    05/08/2020 Duración: 07min

    Míriam Leitão analisa a reunião do Copom de hoje e a possibilidade de uma nova queda na taxa básica de juros. Os operadores de mercado acreditam em uma redução de 0,25 ponto percentual para 2%. 'A questão é se essa redução vai surtir o efeito de estimular a economia'. O Banco Central está tentando estimular a economia. 'A discussão é de que até que ponto a redução dos juros pode ir sem provocar uma fuga da dívida para outros ativos'.

  • Ignorar meta de redução do desmatamento é tiro no pé

    Ignorar meta de redução do desmatamento é 'tiro no pé'

    04/08/2020 Duración: 07min

    Um documento enviado pelo Ministério do Meio Ambiente ao Ministério da Economia propõe desconsiderar metas de redução do desmatamento. Míriam Leitão explica que ideia pode afastar investidores e avalia que Ricardo Salles não tem mais condições de permanecer ministro, já que 'joga contra o país o tempo todo'.

  • O princípio do juiz natural é muito valioso dentro do Judiciário

    'O princípio do juiz natural é muito valioso dentro do Judiciário'

    04/08/2020 Duración: 08min

    Míriam Leitão analisa a decisão do ministro Edson Fachin de desfazer o que Dias Toffoli fez durante o recesso judiciário. 'Isso é muito ruim para o próprio Supremo'. As decisões do plantão são para riscos de um problema imediato. Ela acrescenta que não havia necessidade urgente sobre a decisão de compartilhar ou não com a PGR informações da Lava-jato. 'Acho que errou o presidente do Supremo'.

  • Recriação da CPMF pode elevar carga tributária e gerar distorções

    Recriação da CPMF pode elevar carga tributária e gerar distorções

    03/08/2020 Duración: 08min

    No fim de semana, o presidente Jair Bolsonaro confirmou que deu 'carta branca' para Paulo Guedes discutir a criação de um imposto, nos moldes da CPMF, contanto que não haja elevação da carga tributária no país. Para Míriam Leitão, ideia tende a aumentar o peso dos impostos sobre a população, além de produzir distorções na economia.

página 1 de 2

Informações: